Adhemar maçom

Nosso irmão Guatimozin O velho Adhemar Pereira de Barros nasceu em Piracicaba em 22 de abril de 1901 e formou-se em medicina em 1923 pela Faculdade Nacional do Rio de Janeiro.

Entre 1923 e 1926 fez cursos de especialização e aperfeiçoamento na Alemanha (Universidade de Berlim) e em hospitais na França, Inglaterra, Áustria e Estados Unidos. De volta ao Brasil trabalhou no Instituto Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro sendo em seguida voluntário, como tenente-médico, na Revolução Constitucionalista de 1932 em São Paulo. Foi também voluntário, como médico, na Guerra do Chaco entre Paraguai e Bolívia (1932/1933). Novamente no Brasil, foi constituinte em 1935 e deputado estadual entre 1935 e 1937. Após seu mandato como interventor federal (1938/1941) fundou o Partido Social Progressista – PSP, sendo seu presidente de 1945 a 1965. Como interventor federal iniciou a eletrificação da Sorocabana, as Rodovias Anchieta e Anhanguera, o Hospital das Clínicas, o Estádio do Pacaembu (junto com o Prefeito nomeado Prestes Maia) e a retificação do rio Tietê.

Eleito Governador em 1947 concluiu o Hospital das Clínicas e realizou uma série de outras obras. Foi Prefeito da Capital de 1957 a 1961. Se tornou um dos mais hábeis políticos de massa no período e após o governo do Presidente Eurico Gaspar Dutra (1946/50), após o término da ditadura do Estado Novo. Perspicaz nas suas alianças, conseguiu eleger-se ora governador, ora prefeito, fazendo uma carreira planejada para chegar a Presidência da República. Na vida nacional inaugurou o que ficou conhecido como “populismo de favores”, uma característica de Adhemar de Barros de fazer suas alianças. Serviu a ditadura Vargas como interventor em São Paulo perseguindo comunistas.

Em 1947 em pleito direto foi eleito governador na aliança PSP/PC, quando o antigo perseguido, Luiz Carlos Prestes presidente do Partido Comunista, subiu aos palanques para apoiá-lo. Eleito pela segunda vez Governador no ano de 1964, realizou em São Paulo a “Marcha com Deus pela Liberdade”, um estopim para o golpe de deposição do Presidente João Goulart, em nome da luta contra o comunismo.

 O Irmão Adhemar de Barros foi iniciado maçom, elevado e exaltado no dia 12 de dezembro de 1949 pela Loja Guatimozin 66 quando era governador, com idade de 48 anos, conforme consta em nossas atas. Quando a Loja Guatimozin passou para a Grande Loja Unida de São Paulo, criou-se uma nova Ficha de Inscrição para o então prefeito de São Paulo, porém ao preenche-la cometeram um erro, grafando como niciado, elevado e exaltado em 6 de outubro de 1949. Uma cópia da ficha com sua foto da Loja Guatimozin nº 10 (vista ao lado) da época pertencente a Grande Loja Unida de São Paulo (vide a História da Guatimozin), e constando o número de seu cadastro como 329, em 1956. Em 1960, então Prefeito da cidade de São Paulo, quando se preparava para o embate das eleições presidenciais, o arcebispo de Porto Alegre Dom Vicente Schoerer acusou-o de maçom pela imprensa.

Adhemar não teve dúvidas, mandou uma carta ao bispo onde solicitava esclarecimentos e negando que tivesse pertencido ou participado da Maçonaria e exigindo reparações, pois a denúncia às vésperas da eleição poderia servir de instrumento para seus adversários. A notícia foi publicada na Folha de São Paulo em 9 de setembro de 1960. Adhemar de Barros de fato perdeu as eleições, mas para outro maçom, o Irmão Jânio Quadros, que por sua vez, sofreu violenta contra-campanha da Igreja e tinha seu nome em cartazes pregados nas paróquias com idêntica advertência aos eleitores de que era maçom.

 Na época Jânio Quadros teve a maior votação da história brasileira e Adhemar de Barros nunca mais voltaria a disputar outra eleição. Teve cassado seus direitos civis pela própria Revolução de 64, da qual foi um dos principais mentores e participante. Foi destituído em pleno mandato de governador em 1966 pelo governo militar, vindo a falecer em Paris em 1969 em completo ostracismo

 ——————————————————————————– Referências: Livros de Atas da A.R.L.S. Guatimozin 66 A Verdade – Revista – Edição Março e Abril de 1989

www.galeriadosgovernadores.sp.gov.br

Anúncios

4 Respostas to “Adhemar maçom”

  1. Fabio Ferreira Says:

    Meu nome é José Fábio Ferreira de Almeida, nasci em Botucatu, de forma justa e perfeita hoje moro em Sao Paulo, minha familia continua no interior. eu nunca tinha lido uma trajetoria tão expoente de vida vinculado com a politica. Sentia orgulho quando tinha oportunidade de dizer que Ademar de Barros era do interior de SP, São Mauel, terra dos marvilhosos e pioneiros Tonico e Tinoco, acabei de ler a historia no wikipedia e logo apósentrei nesta pagina que acabo de adicionar em meus acessos favoritos. Deixo aqui meus votos de carinho, respeito e admiração desta notavel pessoa, brilhante Ademar de Barros, sua vida serve de enrredo par um ótimo filme.

  2. Ademar Alfredo Tarquini Says:

    Fui Batizado em 1963, pelo então governador Dr. Adhemar de Barros e D. Leonor na igreja do Sagrado Coração de Jesus, no bairro Campos Elíseos, a uma quadra do então Palácio do Governo, quando eu tinha alguns meses de vida. Pena não termos políticos com tamanha competência atualmente. É praticamente impossível a alguém que viva no Estado de São Paulo nos dias de hoje, ainda não ter se utilizado de alguma instituição ou obra de infraestrutura criada pelo Dr. Adhemar de Barros. Concordo com o Fabio Ferreira: O gigantismo do seu legado e o brilhantismo da sua história é material farto para um filme de enorme interesse nacional.

  3. Fábio Burch Salvador Says:

    Na verdade, há um erro aqui… Ademar perdeu as eleições de 1960, mas VOLTOU SIM a concorrer, tanto que tornou-se prefeito de São Paulo e depois governador, no começo dos anos 60 – só foi cair em 1966, cassado pelo regime militar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: